Presidente do CFO faz balanço da gestão em encontro com dentistas amapaenses

Presidente do CFO, Juliano do Vale, participou de reunião com dentistas amapaenses, na sede do CRO Amapá

"A sede do Conselho Regional de Odontologia do Amapá está entre as mais belas do país. Não lembro de ver nos Estados um auditório com esse espaço físico". Foi assim que o presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), Juliano do Vale, começou seu discurso na segunda-feira (11) ao participar de uma reunião com cirurgiões-dentistas na sede do CRO Amapá.

No encontro, Juliano destacou as ações que as entidades médicas têm movido contra a odontologia quanto aos tratamentos estéticos que passaram a ser realizados por cirurgiões-dentistas. "A Justiça nos deu um prazo para nos manifestarmos e a decisão pode ser favorável ou não aos profissionais da odontologia. Temos certeza que os dentistas estão capacitados, legalmente, para atuarem nessa área. Vejo isso como um avanço para a odontologia", destacou.

Outro assunto destacado pelo presidente do CFO foi a luta junto ao Congresso Nacional para que a odontologia, de fato, seja incluída nas políticas públicas de saúde. "Durante muito tempo a odontologia foi elitizada, tanto para profissionais quanto para a sociedade. Antes só tinha acesso aos tratamentos odontológicos quem tinha dinheiro. Hoje já existe um projeto tramitando no Congresso Nacional que altera a lei do SUS e torna o tratamento odontológico na saúde pública", destacou.

Juliano também ressaltou a proposta que altera a legislação dos conselhos de odontologia, contemplando cada Estado do país com um assento no Conselho Federal de Odontologia. "Quando a legislação foi criada não existiam alguns Estados que temos hoje, por isso, só temos 18 vagas no CFO", comentou.

Ele ainda falou sobre a parcela fixa de recursos que os Conselhos Regionais com menos de três mil dentistas recebem do CFO. Isso garante, segundo ele, mais autonomia e independência de trabalho. "Os conselhos menores não precisam mais estar com pires nas mãos solicitando algo ao Conselho Federal", disse Juliano do Vale.

Ao final, o presidente do CFO comentou sobre o pedido feito ao Ministério da Educação para que não autorize novos cursos de odontologia no país, para que seja feito um balanço da real situação da formação dos dentistas no país.

O presidente do Conselho Regional de Odontologia do Amapá (CRO-AP), Nazareno Ávila, destacou a qualidade da odontologia exercida no Amapá. "Temos duas faculdades de Odontologia, com mestres, doutores e profissionais capacitados. Nossa qualificação técnica não deixa a desejar para nenhum outro Estado. Temos recebido toda a atenção do Conselho Federal e agradecemos o empenho do presidente Juliano do Vale em vir ao Amapá acompanhar de perto nosso progresso", concluiu Nazareno.

O evento finalizou com a entrega ao Presidente do CFO da Medalha do Mérito Odontológico, que foi concedida no dia 25 de outubro.

.

Compartilhe: